Rosácea

A rosácea é uma doença vascular inflamatória crônica muito conhecida por promover vermelhidão e sensação de ardência na pele, principalmente no centro da face, que pode ter períodos de melhora e de piora. A doença envolve diversos fatores (genéticos, emocionais , hormonais e ambientais).

As áreas mais afetadas são bochechas, nariz, testa e queixo. Ocorre principalmente em adultos entre 30 e 50 anos de idade. É mais frequente em mulheres, porém quando atinge os homens o quadro tende a ser mais grave, evoluindo continuamente com rinofima (aumento gradual do nariz por espessamento e dilatação folículos). Raramente ocorre em pessoas de pele negra.

Os sintomas surgem ou pioram pela ação de fatores como luz solar, calor, frio, vento, álcool, stress e alimentos quentes.

Tipos:

– Eritemato telangectasia: mais comum, pele vermelha e com os vasos aparentes.

– Pápulopustular: além da vermelhidão e sensação de ardência, há o surgimento de lesões pápulo-pustulosas, que se assemelham com espinhas.

– Fimatosa: a inflamação torna a pele mais espessa e vermelha, em alguns casos, áreas como o nariz podem dobrar de tamanho. Neste caso, além dos tratamentos comuns, pode haver a necessidade de cirurgia, para reduzir o volume de pele.

– Ocular: normalmente perto dos cílios, causando descamação e vermelhidão das pálpebras, e até olho vermelho – o tratamento é indicado por oftalmologista e se não tratado, pode afetar a visão do paciente.

O diagnóstico é clínico, porém, em alguns casos a biópsia pode ser importante para diagnostico diferencial com outras patologias.

Não há cura para a rosácea, mas há tratamento e controle, com muitos avanços recentes.

O tratamento varia de caso a caso, desde cremes e medicações via oral até a Luz intensa pulsada, que ajuda a reduzir os vasos e tratar a vermelhidão.

Para o rinofima, a abordagem pode ser a cirurgia, radiofrequência, dermoabrasão ou laser.

O médico dermatologista avalia o grau, a fase e a pessoa como um todo para indicar o melhor tratamento.

Como a radiação ultravioleta é um desencadeante importante, é fundamental o uso de filtros solares diariamente no rosto.